IMPRESSÕES SOBRE A DIVULGAÇÃO DA LISTA DE FACHIN

Fiz questão de não assistir, ontem, aos comentários na televisão sobre a lista do Ministro Fachin por me parecer que os jornalista não tinham tido tempo suficiente para arrumar as ideias a fim de expô-las. Ainda assim ouvi, de passagem, a fala sobre o Lula do Merval Pereira o qual, quando se emociona ( embora aparente uma falsa calma )  sempre tropeça nas palavras, o que é inadmissível para um profissional na posição que ocupa. Deixei para ler os jornais de hoje.

O Globo foi uma decepção, ao estampar números em cores e usar o verbo “sobrar” no sentido vulgar, para fazer gracejo, além de empregar para a cobertura do fato uma diagramação confusa. Bom, mesmo, foi o Valor, que publicou, objetivamente, a relação dos nomes e, em outro local, inseriu duas ou três as análises, a principal das quais de Maria Cristina Fernandes que vem se revelando uma excelente comentarista.

No mérito, pelo que depreendi, só ficaram de fora, pela esquerda, o Ciro Gomes e a Marina Silva e, pela direita, o João Dória, o que não me consola muito.


1 comentário até agora

  1. Jose Neves abril 12, 2017 3:11 pm

    Nesses tempos de seletividade, somente o levantamento do sigilo – total, irrestrito e indecomponível – de TODAS as delações ‘premiadas’ é que poderá revelar ‘quem ficou de fora’, por pura e cândida inocência ou por blindagem não tão pura assim…
    A ausência nas delações de juízes, ministério público, jornalistas e empresários da mídia – certamente indicará que as dificuldades do Papa Francisco,em encontrar santos brasileiros, acabaram: serão todos canonizados…

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.