O QUE CHEGAR POR ÚLTIMO: É MULHER DO PADRE

Mal sabia eu que, sob aquela brincadeira, aparentemente inocente, de garotos brasileiros, escondia-se um problema sério, da pedofilia, que hoje ameaça o clero católico em várias partes do mundo, até na Alemanha, país de origem do atual Papa Bento XVI.

A ameaça aos lerdos – de se tornar mulher do padre – era uma forma gaiata de a meninada, dos colégios religiosos, lidar com o assunto, o que não tira a gravidade da questão.

No seu artigo de hoje no Estadão, intitulado “celibato estaria na raiz dos casos de pedofilia”, o colunista GILES LAPOUGE analisa o atual escândalo, que o Vaticano considera uma campanha de maledicência,  mas que está se transformando num pesadelo para a Igreja Católica.

Na Áustria, segundo LAPOUGE, um cardeal muito prestigiado, bispo de Viena, CHRISTOPH SHÖNBORN, considerado, por alguns, como papável, escreveu, numa carta, que o celibato do clero é um dos responsáveis pela pedofilia praticada pelos padres, o mesmo que numa época denunciou o teólogo suíço HANS KUNG, mas o Vaticano, na ocasião, não deu nenhuma bola.

A Igreja Católica está numa contramão dos demônios – se me permitem a expressão – com  a sua falta de visão histórica no que se refere à sexualidade humana. Se há alguma coisa que mudou quase tão rapidamente quanto a velocidade dos meios de comunicação – e talvez por causa dela – é a sexualidade, que deixou de ser um tabu e se tornou assunto do dia a dia dos homens, das mulheres, das crianças.

A Igreja, nesse tema, está tropeçando, como se diz, num palito de fósforo. O celibato do clero não é uma prescrição divina, nem eterna, e deve ser abolido imediatamente, tanto mais quanto ele acaba descambando, como está se vendo – e há muito tempo acontece, desde quando os que chegavam por último eram as prováveis “mulheres” futuras dos padres – para a pedofilia, prática absolutamente condenada pelos fiéis.


2 comentárioss até agora

  1. ED Silva maio 18, 2010 11:52 am

    Letácio, todos os crimes e desvios de conduta ou de comportamento decorrem de atos (pecados) que nossos antepassados cometeram e não purificaram. Seus pecados, se não os purificar aqui, serão purificados até sua quarta geração (Bíblia). Analise a vida dos antepassados desses padres e dos antepassados dessas criança e verás que causa é o antepassado que está a nível de inferno. Poderá ser que esses crimes sejam decorrente de encosto, mas isso somente se houver falta de dedicação do padre e dessas crianças. Então, se um padre tem encosto é porque ele pratica sua obra com pouca fé, faz por fazer, sem se preocupar com a verdadeira salvação do próximo, para que o próximo uma dia viva no paraíso que Deus criou para todos nós. Lembre-se, somos almas tendo uma experiência humana. Assim, do mundo espiritual viemos e para o mundo espiritual voltaremos e nossa missão é entregar nossa alma a Deus
    Mas, infelizmente, para muitos, para AMAR Verdadeiramente a Deus é preciso ir no fundo do inferno.
    Mas se em vida não acreditamos no inferno ou no céu, é porque as pessoas que nos cercam não acreditam na vida após a morte. E essa é outra questão que leva muitos a se perderem de Deus, se desgarrarem do rebanho, não acreditar na existência dos antepassados e que viemos para ajudá-los, também.
    Deus do abençoe e que nossa passagem para o mundo espiritual seja cercado pelos familiares e antepassados contentes com a noss vida religiosa.

  2. Paulo C, Ritter outubro 14, 2013 11:35 am

    De seus Pais fervorosamente católicos, deduzindo-se logicamente que um Homem saudável precisa casar e ter uma vida plena conjugal fator que não e possível para um Padre da antiguidade pois os mesmos não podiam se casar e o fato deste mesmo homem passar o dia inteiro com belas crianças inocentes e puras na privacidade dos conventos e igrejas católicas e o Homem padre sentido seu corpo pedindo fortemente os seus desejos sexuais a carne o vencia e ele se aproveitava da ambiente favorável e toda a situação porem os meninos (MOLEQUES)muito espertos mais não podiam falar nada para ninguem por causa da educação rigorosa em foma de Ditadura, espertamente e muito sutis (coisa de Menino Moleque)criaram a frase brincalhona de [O ULTIMO A CHEGAR E MULHER DO PADRE] que em uma disputa ou competição entre eles a punição para o perdedor seria a coisa que a eles eram imposta e era o pior castigo que era a PEDOFILIA que eles sofriam naqueles tempos falo de 35 a 40 anos atras de nossa época atual

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.