O QUE É LEGALIZAR AS DROGAS ?

Como circula uma noção equivocada de Lei, no Brasil – que é vista pelas pessoas como “boazinha” –  legalizar as drogas significa, para muita gente, proteger os traficantes e tornar os tóxicos moralmente bons o que é, porém, exatamente o contrário do que se pretende com a regulamentação da produção e do comércio de tóxicos.

Legalizar, ao contrário do que muitos brasileiros pensam, que dizer punir; e punir é o instrumento que deve ser usado para superar o cáos atual nessa área, mesmo porque  a ausência de regras acaba estimulando os discursos extremistas que  dão resplado aos assassinatos oficiais, tais como os praticados hoje em dia, pelas polícias,  no Estado do Rio de Janeiro.

A desregulamentação das drogas, por um lado, e os preços altíssimos do produto, por outro, só têm contribuído para que o problema se agrave dia a dia. A chamada “war on drugs”, que começou, em 1971, nos EUA, na época do governo NIXON , resultou, reconhecidamente, num fracasso total. Os estudiosos americanos do Law & Economics – como o prêmio Nobel de Economia, GARY BECKER – diante desse novo quadro, afirmam  que da legalização das drogas resultará  a perda de importância e prestígio do traficante, e a menor atratividade exercida pela atividade sobre os jovens das comunidades carentes.

A Lei não é feita para premiar, mas para que as autoridades públicas apliquem, corretamente, as sanções previstas. No caso brasileiro, que é um Estado de Direito, onde não existe a pena de morte e onde ninguém pode ser condenado sem obediência ao “devido processo legal”, a sanção não pode ser, evidentemente, o assassinato que a Administração local está patrocinando.

A legalização não impedirá a prisão do traficante, nem resultará numa permissividade indesejada pela opinião pública.

Legalizar , enfim, será saber proibir e disciplinar o comércio e o consumo de drogas , observados os Direitos fundamentais. Com a legalização das drogas poderá ocorrer uma diminuição do consumo,mesmo que sejam respeitados os interesses de certos usuários que nelas continuarem a encontrar refúgio para seus problemas existenciais.


6 comentárioss até agora

  1. André outubro 20, 2011 4:37 pm

    Olá, gostaria de parabenizar o senhor pela iniciativa. Estou começando a fazer uma pesquisa sobre o assunto, e ao iniciar eu pude perceber a ignorância das pessoas quanto ao tema(o que também se estende a mim). Espero que seus esclarecimentos possa ser útil a mais pessoas, assim como foi para e mim e para minha pesquisa. Obrigado.

  2. betrana nunes dezembro 8, 2011 11:43 am

    bem eu tenho hà dizer sobre legalizar, è que as drogas devem ser legalizadas porque hà muitos jovens ignorantes perdem-se muito nas drogas, è ms por falta d intruçoes nao sabm o q isto pode causar, e porisso que eu pesso aos jovens q envestigam mas acerca deste assunto.

  3. inngrid abril 9, 2012 8:27 pm

    ouushe ‘ eu achoo que deeve ser leegaliizada uusa queem quer
    Se quiizeer see peerder neesse muundoo de lixo se perde a vida é de cada um faz oque quizer ! *
    que as vezes so lagrimas e conselhos nao adianta se o adolescente ou qualquer pessoa quer usar ele siplismente vai usar por que ele quer e se queer fazer oque née Tioooo … eu tenho 14 anos e conheço mts pessoas quee curte legaliza eu nuncA quis isso pra minha vida mais se eles querem poo suaave neer , eu nao posso mudar o mundo a droga sempre vai existir no mundo legalizada ou nao quem curte vai usar’
    #DROGAPROIBIDÃOPRAMIMCHAPÁ

  4. Ricardo Pereira Beranger junho 5, 2012 9:53 pm

    Eu sou OSSUÁRIO de maconha, e nunca fiquei mal com isso, minha mente funciona a mesma coisa desde sempre de quando eu nasci, então voces acham que sabem de ttudo SOCIEDADE, POLITICOS, todos voces são HIPÓCRITAS IGNORANTES,

    LEGALIZE JA !

  5. Michelle Almeida novembro 30, 2012 2:19 pm

    Muitos consideram a descriminalização das drogas uma iniciativa que favorece os usuários, facilitando o acesso e que beneficia os traficantes. É importante salientar que trata-se de uma forma de minimizar a violência a que se submete toda a população, com a guerra do tráfico. Com o fim da proibição haverá regras para a produção, para o comércio e para o consumo das drogas, sob as regras que envolvem a comercialização. Retirado o caráter da marginalização, restaria o papel do Estado na fiscalização, assunto para muito debate.

  6. Sabrina junho 2, 2016 6:49 pm

    Obrigada pela iniciativa, isso me ajudou muito com um trabalho de escola !!

Deixe um comentário

Seu e-mail nunca será publicado.